Acelera IAÔ tem inscrições abertas do segundo ciclo de Labs para afroempreendedores

Com o sucesso da primeira fase do Acelera Iaô, que teve todas as vagas preenchidas por afroempreendedores baianos, a Fábrica Cultural abre as inscrições para o segundo ciclo do Iaô Labs, de 28 de março a 18 de abril, através do site www.fabricacultural.org.br. Com a mesma proposta da primeira turma, já em formação com aulas online, programa visa fomentar o trabalho de empreendimentos negros por meio do apoio, da qualificação e da aceleração dos negócios criativos. 

As formações disponibilizarão 150 vagas, divididas em 30 participantes para cada Iaô Labs de moda, artesanato, gastronomia, música e serviços criativos. As inscrições são abertas apenas para empreendedores negros, a partir dos 18 anos, que já atuam nestas áreas em Salvador e cidades da região metropolitana.

Neste segundo ciclo, destaca-se o Iaô Lab de Serviços Criativos, que estende as inscrições para empreendedores das áreas de Artes Cênicas, Design, Artes Visuais, Audiovisual, Arquitetura, Games, Softwares aplicados à economia criativa, Podcasts, Rádio, TV, Publicidade, Literatura e Mercado Editorial, Eventos/entretenimento e Turismo Cultural. 

 “Serão 300 afroempreendedores atendidos em dois ciclos Iaô LAbs; 50 empreendimentos e 2 comunidades acelerados; 900 negócios atendidos no Espaço de Criação; 100 afroempreendedores atuando nas lojas pop ups e 200 afroempreendedores participantes de duas edições do Mercado Iaô Pocket, envolvendo cerca de R$10 mil em negócios realizados por edição do Mercado Iaô”, explica Maylla Pita, acrescentando que no total serão 1500 acelerados. 

Desenvolvido e realizado pela Fábrica Cultural, organização social fundada e presidida pela cantora e ativista Margareth Menezes, o programa conta com o patrocínio do Grupo Carrefour Brasil e com o apoio da Prefeitura Municipal de Salvador. O Grupo Carrefour Brasil vem atuando no combate à desigualdade racial no país, com foco em quatro frentes de trabalho: o empreendedorismo, a educação, a empregabilidade e o combate à discriminação.

Dentro da proposta de promover e impulsionar a educação empreendedora afro centrada, os participantes do primeiro ciclo estão sendo estimulados a ter autonomia e gerar de renda em seus negócios, através do conhecimento técnico/estético/criativo e o uso das ferramentas digitais. As mulheres se destacam com 105 participantes em comparação a presença de 46 homens, sendo que 85% residem nos bairros periféricos de Salvador.

Carlos Henrique – Proprietário da Gin Go Bananas

O empresário Carlos Henrique não esconde a felicidade de sua empresa Gin Go Bananas ter sido selecionada para participar do Acelera Iaô. “Estamos gostando muito do treinamento, pois em poucas semanas já percebemos que será primordial para elevar o nível da empresa, criada em plena pandemia com os meus filhos Mateus e Flávia. Já participamos de aulas de Desenvolvimento de Marca, Marketing Digital e Segmentação e estamos aguardando ansiosos os próximos módulos”, afirma Carlos Henrique.

Na área de moda, a afro empreendedora Daniela Paiva já é conhecida pela marca Kriolla, que aposta em criações que fortalecem e elevam a autoestima da mulher negra. “Me identifiquei assim que li o edital do Acelera Iaô, pois vi que seria a oportunidade de adquirir mais conhecimentos no sentido de abrir portas para a minha marca. A cada encontro venho aprendendo e aprimorando os meus conhecimentos em relação ao empreendedorismo. Agradeço muito a iniciativa, porque sabemos que é mais difícil ser uma empresária negra e mulher”, conta Daniela.

Daniela Paiva – Proprietária da Kriolla

DIFERENCIAL

Para estimular ainda mais empreendedores pretos contemplados através das qualificações, o Programa Acelera Iaô tem como grande diferencial o atendimento gratuito das marcas selecionadas para os Labs com nas áreas de design, web designer e fotografia, dispondo de uma equipe técnica qualificada para realização destes atendimentos. O programa dispõe de uma infraestrutura, com coworking, laboratório de fotografia e salas de atendimento para potencializar de forma efetiva os produtos e as estratégias de comunicação das marcas envolvidas

INSCRIÇÕES E VAGAS

Período:  De 28 de março a 18 de abril
Vagas: 150, divididas em 30 pelas áreas
Como se inscrever: No site www.fabricacultural.org.br
Quem pode se inscrever: Empreendedores negros, com idade maior que 18 anos, atuantes nas áreas de moda, gastronomia, artesanato, música e serviços criativos há, no mínimo, 6 meses, e residentes em Salvador e cidades próximas
Seleção: Dias 20 e 21 de abril
Divulgação de resultado: 22 de abril

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência.