Fábrica Cultural

É uma organização social fundada em 2004, em Salvador, Bahia, pela cantora e ativista Margareth Menezes. Seu trabalho se funda nos eixos estratégicos Educação, Cultura e Sustentabilidade.

Ilustração Casarão Fábrica Cultural

Fábrica Cultural

É uma organização social fundada em 2004, em Salvador, Bahia, pela cantora e ativista Margareth Menezes. Seu trabalho se funda nos eixos estratégicos Educação, Cultura e Sustentabilidade.

Ilustração Casarão Fábrica Cultural

Fábrica Cultural

É uma organização social fundada em 2004, em Salvador, Bahia, pela cantora e ativista Margareth Menezes. Seu trabalho se funda nos eixos estratégicos Educação, Cultura e Sustentabilidade.

Ilustração Casarão Fábrica Cultural

Localização

A Fábrica Cultural e o Mercado Iaô estão estabelecidos num casarão histórico cedido pelo Governo do Estado da Bahia, na Península de Itapagipe, em Salvador, Bahia.

A Península de Itapagipe é composta por 14 bairros, alguns deles com forte apelo turístico, como o Bonfim e a Ribeira, outros com expressiva condição de desordenamento urbano e vulnerabilidade econômica. Um dos importantes ativos do território é sua constituição em redes de ação social – herança da luta pela moradia e dignidade protagonizada pelo bairro de Alagados nos anos 70/80. O território de Itapagipe tem hoje uma articulação social através da Comissão de Articulação e Mobilização dos Moradores da Península de Itapagipe (Rede CAMMPI) que é composta por organizações socias, escolas comunitárias e grupos produtivos articulados em prol do desenvolvimento territorial.

Esse casarão constitui-se atualmente num espaço multicultural, com objetivos de promover o desenvolvimento econômico social e cultural da Bahia. A revitalização da antiga fábrica de linhos é um dos objetivos da Fábrica Cultural e será um grande presente para a cidade de Salvador.”

Objetivos

Estimular

Estimular a criação e o desenvolvimento de produtos, de serviços e de negócios derivados da economia criativa como dinamizadores de territórios, para auxiliar no desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável.

Disseminar

Disseminar o respeito a sustentabilidade ambiental, a qualidade de vida e aos Direitos Humanos, visando auxiliar na ampliação do bem estar social e na melhoria da qualidade de vida.

Desenvolver

Desenvolver redes associativas e fortalecer os trabalhos colaborativos em busca de autonomia e de geração de renda, visando gerar crescimento a partir do fomento às redes, particularmente redes de mulheres empreendedoras.

Qualificar

Qualificar pessoas por meio de processos educacionais amparados na arte e na cultura e pelo acesso a bens e a serviços artísticos e culturais, auxiliando na promoção de educação inclusiva e de qualidade.

Produzir

Produzir resultados econômicos e financeiros para empreendimentos criativos e ambientalmente responsáveis, como artesanato, o design sustentável e a moda inovadora, visando auxiliar na produção e no consumo de bens sustentáveis.

Localização

A Fábrica Cultural e o Mercado Iaô estão estabelecidos num casarão histórico cedido pelo Governo do Estado da Bahia, na Península de Itapagipe, em Salvador, Bahia.

A Península de Itapagipe é composta por 14 bairros, alguns deles com forte apelo turístico, como o Bonfim e a Ribeira, outros com expressiva condição de desordenamento urbano e vulnerabilidade econômica. Um dos importantes ativos do território é sua constituição em redes de ação social – herança da luta pela moradia e dignidade protagonizada pelo bairro de Alagados nos anos 70/80. O território de Itapagipe tem hoje uma articulação social através da Comissão de Articulação e Mobilização dos Moradores da Península de Itapagipe (Rede CAMMPI) que é composta por organizações socias, escolas comunitárias e grupos produtivos articulados em prol do desenvolvimento territorial.

Esse casarão constitui-se atualmente num espaço multicultural, com objetivos de promover o desenvolvimento econômico social e cultural da Bahia. A revitalização da antiga fábrica de linhos é um dos objetivos da Fábrica Cultural e será um grande presente para a cidade de Salvador.”

Objetivos

Estimular

Estimular a criação e o desenvolvimento de produtos, de serviços e de negócios derivados da economia criativa como dinamizadores de territórios, para auxiliar no desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável.

Disseminar

Disseminar o respeito a sustentabilidade ambiental, a qualidade de vida e aos Direitos Humanos, visando auxiliar na ampliação do bem estar social e na melhoria da qualidade de vida.

Desenvolver

Desenvolver redes associativas e fortalecer os trabalhos colaborativos em busca de autonomia e de geração de renda, visando gerar crescimento a partir do fomento às redes, particularmente redes de mulheres empreendedoras.

Qualificar

Qualificar pessoas por meio de processos educacionais amparados na arte e na cultura e pelo acesso a bens e a serviços artísticos e culturais, auxiliando na promoção de educação inclusiva e de qualidade.

Produzir

Produzir resultados econômicos e financeiros para empreendimentos criativos e ambientalmente responsáveis, como artesanato, o design sustentável e a moda inovadora, visando auxiliar na produção e no consumo de bens sustentáveis.

Localização

A Fábrica Cultural e o Mercado Iaô estão estabelecidos num casarão histórico cedido pelo Governo do Estado da Bahia, na Península de Itapagipe, em Salvador, Bahia.

A Península de Itapagipe é composta por 14 bairros, alguns deles com forte apelo turístico, como o Bonfim e a Ribeira, outros com expressiva condição de desordenamento urbano e vulnerabilidade econômica. Um dos importantes ativos do território é sua constituição em redes de ação social – herança da luta pela moradia e dignidade protagonizada pelo bairro de Alagados nos anos 70/80. O território de Itapagipe tem hoje uma articulação social através da Comissão de Articulação e Mobilização dos Moradores da Península de Itapagipe (Rede CAMMPI) que é composta por organizações socias, escolas comunitárias e grupos produtivos articulados em prol do desenvolvimento territorial.

Esse casarão constitui-se atualmente num espaço multicultural, com objetivos de promover o desenvolvimento econômico social e cultural da Bahia. A revitalização da antiga fábrica de linhos é um dos objetivos da Fábrica Cultural e será um grande presente para a cidade de Salvador.”

Objetivos

Estimular

Estimular a criação e o desenvolvimento de produtos, de serviços e de negócios derivados da economia criativa como dinamizadores de territórios, para auxiliar no desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável.

Disseminar

Disseminar o respeito a sustentabilidade ambiental, a qualidade de vida e aos Direitos Humanos, visando auxiliar na ampliação do bem estar social e na melhoria da qualidade de vida.

Desenvolver

Desenvolver redes associativas e fortalecer os trabalhos colaborativos em busca de autonomia e de geração de renda, visando gerar crescimento a partir do fomento às redes, particularmente redes de mulheres empreendedoras.

Qualificar

Qualificar pessoas por meio de processos educacionais amparados na arte e na cultura e pelo acesso a bens e a serviços artísticos e culturais, auxiliando na promoção de educação inclusiva e de qualidade.

Produzir

Produzir resultados econômicos e financeiros para empreendimentos criativos e ambientalmente responsáveis, como artesanato, o design sustentável e a moda inovadora, visando auxiliar na produção e no consumo de bens sustentáveis.

Missão

Promover projetos, ações e metodologias educativas, culturais e produtivas, visando fortalecer as pessoas e a economia da Bahia.

Visão

Consolidar-se como instituição promotra de educação, de cultura e de desenvolvimento, por meio de ações sociais, produtivas, criativas e sustentáveis, que oportunizem o desenvolvimento pessoal e da Bahia.

Valores

Respeito à condição humana e às identidades locais; Promoção da autonomia, através do conhecimento e das atividades transformadoras; Compromisso com o desenvolvimento sustentável; Produção de experiências emancipatórias para pessoas e para localidades.

Missão

Promover projetos, ações e metodologias educativas, culturais e produtivas, visando fortalecer as pessoas e a economia da Bahia.

Visão

Consolidar-se como instituição promotra de educação, de cultura e de desenvolvimento, por meio de ações sociais, produtivas, criativas e sustentáveis, que oportunizem o desenvolvimento pessoal e da Bahia.

Valores

Respeito à condição humana e às identidades locais; Promoçaõ da autonomia, através do conhecimento e das atividades transformadoras; Compromisso com o desenvolvimento sustentável; Produção de experiências emancipatórias para pessoas e para localidades.

Missão

Promover projetos, ações e metodologias educativas, culturais e produtivas, visando fortalecer as pessoas e a economia da Bahia.

Visão

Consolidar-se como instituição promotra de educação, de cultura e de desenvolvimento, por meio de ações sociais, produtivas, criativas e sustentáveis, que oportunizem o desenvolvimento pessoal e da Bahia.

Valores

Respeito à condição humana e às identidades locais; Promoçaõ da autonomia, através do conhecimento e das atividades transformadoras; Compromisso com o desenvolvimento sustentável; Produção de experiências emancipatórias para pessoas e para localidades.

Fábrica Cultural logo Escuro