Acelera IAÔ tem inscrições abertas até segunda para afroempreendedores

A afroempreendedora Daniela Paiva, dona da marca Kriolla, é uma das 150 participantes da Iaô Labs de moda do Acelera Iaô, programa que vem capacitando afro empreendedores baianos. Com o sucesso da primeira fase, que teve todas as vagas preenchidas, a Fábrica Cultural abre as inscrições para o segundo ciclo do Iaô Labs, no dia 18 de abril, através do site www.fabricacultural.org.br.

O projeto disponibilizará 150 vagas, divididas em 30 participantes para os mesmos segmentos:  moda, artesanato, gastronomia, música e serviços criativos. As inscrições são abertas exclusiva para empreendedores negros, a partir dos 18 anos, que já atuam nestas áreas em Salvador e cidades da região metropolitana.

“Me identifiquei assim que li o edital do Acelera Iaô, pois vi que seria a oportunidade de adquirir mais conhecimentos no sentido de abrir portas para a minha marca. A cada encontro venho aprendendo e aprimorando os meus conhecimentos em relação ao empreendedorismo. Agradeço muito a iniciativa, porque sabemos que é mais difícil é uma empresária negra e mulher”, conta Daniela.

Com a mesma proposta da primeira turma, já em formação com aulas online, programa visa fomentar o trabalho de empreendimentos negros por meio do apoio, da qualificação e da aceleração dos negócios criativos.Neste segundo ciclo, destaca-se o Iaô Lab de Serviços Criativos, que estende as inscrições para empreendedores das áreas de Artes Cênicas, Design, Artes Visuais, Audiovisual, Arquitetura, Games, Softwares aplicados à economia criativa, Podcasts, Rádio, TV, Publicidade, Literatura e Mercado Editorial, Eventos/entretenimento e Turismo Cultural.

1500 EMPREENDEDORES NEGROS

O Programa prevê um conjunto de etapas que ocorrerão até outubro deste ano e, ao todo, fortalece 1500 negócios de empreendedores negros, a partir da execução de seis etapas, como a construção do Iaô Espaço de Criação; a realização de qualificações nas áreas da economia criativa – “Iaô Labs” e a aceleração de empreendimentos negros.

Dentro da proposta de promover e impulsionar a educação empreendedora afro centrada, os participantes serão estimulados a ter autonomia e gerar de renda em seus negócios, através do conhecimento técnico/estético/criativo e o uso das ferramentas digitais. No primeiro ciclo, as mulheres se destacam com 105 participantes em comparação a presença de 46 homens, sendo que 85% residem nos bairros periféricos de Salvador.

Desenvolvido e realizado pela Fábrica Cultural, organização social fundada e presidida pela cantora e ativista Margareth Menezes, o programa conta com o patrocínio do Grupo Carrefour Brasil e com o apoio da Prefeitura Municipal de Salvador. O Grupo Carrefour Brasil vem atuando no combate à desigualdade racial no país, com foco em quatro frentes de trabalho: o empreendedorismo, a educação, a empregabilidade e o combate à discriminação.

INSCRIÇÕES E VAGAS

Período:  De 28 de março a 18 de abril
Vagas: 150, divididas em 30 pelas áreas
Como se inscrever: No site www.fabricacultural.org.br
Quem pode se inscrever: Empreendedores negros, com idade maior que 18 anos, atuantes nas áreas de moda, gastronomia, artesanato, música e serviços criativos há, no mínimo, 6 meses, e residentes em Salvador e cidades próximas
Seleção: Dias 20 e 21 de abril
Divulgação de resultado: 22 de abril

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência.