Empreendedores do Acelera Iaô participam do Afro Fashion Day

Fábrica Cultural será destaque na passarela do Afro Fashion Day, através de 11 marcas participantes do programa de afroempreendedorismo do Acelera Iaô. São elas: Cravo & Canela, Diva Black, Negra Lu, Ateliê Grapiúna, Ouromin, Ayoka Acessórios Afro, Uka Acessórios, Negra Sil Acessórios, Pretart’s, Aury Félix Acessórios e Ofanish. Os acessórios criados por estas grifes foram escolhidos pelos estilistas e a produção de moda para compor os looks que desfilarão neste sábado (19/11), às 18hs, na Praça Terreiro de Jesus, no Pelourinho. O evento é realizado pelo jornal Correio.

Marca: @ayoka
Marca: @ofa.nish
Marca:@cravoecanela_gf

O Acelera Iaô também estará presente na passarela com a moda da Bixa Costureira, marca que também passou pelo processo de aceleração do programa. O estilista Tauan Carvalho foi um dos cinco selecionados no  Concurso Cultural Estilista AFD 2022, criado para revelar talentos do design de moda. Na passarela, ele vai apresentar um look manifesto inspirado em Mestre Moa do Katendê, morto em decorrência ao seu posicionamento político.

“O tema do evento é a Capoeira Angola, uma manifestação cultural muito viva na Bahia, por isso quis criar o look contando um pouco desta história, mas fazendo uma ligação ao processo político atual. O meu look foi construído com a ajuda de várias pessoas, desde as estampas, bordados até a costura. Esse ebó coletivo que fiz no Acelera Iaô mostrou que a gente só consegue em grupo mover o empreendedorismo, economia e aquecer o nosso projeto. Estou feliz em ser um dos escolhidos neste concurso, dá oportunidade aos estilistas pretos em ascensão em mostrar suas ideias e criações”, afirma Tauan.

Aberto ao público, o desfile coletivo Afro Fashion Day é realizado sempre em novembro, celebrando o mês da Consciência Negra. Com o tema Capoeira, o evento de moda mais uma vez destaca a produção de estilistas, marcas e designers de acessórios baianos e o talento de modelos pretos. A participação da Fábrica Cultural, através do Acelera Iaô, é mais um reconhecimento ao programa que fomenta o trabalho de empreendimentos negros baianos por meio do apoio, qualificação e aceleração dos negócios criativos.

A organização social Fábrica Cultural, fundada em 2004, em Salvador, pela cantora e ativista Margareth Menezes, tem como eixos estratégicos educação, cultura e sustentabilidade. Atualmente, a entidade engloba três projetos: o Mercado Iaô, evento multicultural com música, gastronomia, artesanato e artes plásticas; o Acelera Iaô, programa de capacitação de afroempreendores nas áreas de moda, música, gastronomia, artesanato e serviços criativos; e o fomento do Artesanato da Bahia, atuando junto com o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). São trabalhos fortalecidos pelo incentivo ao empreendedorismo e pelo resgate da identidade cultural da Bahia.

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência.